Cuidados básicos a ter com o seu animal de estimação

A decisão de ter um animal de estimação implica ter uma enorme responsabilidade em mãos. Embora ter um animal de estimação seja um privilégio e nos torne mais felizes, não nos podemos esquecer que esta decisão determinará a nossa vida, o nosso dia-a dia. Temos o dever de prestar todos os cuidados a este animal e ter presente que o abandono, seja por que motivo for, não pode ser uma opção, pois para além de desumano e injusto é CRIME

Neste mês em que celebramos o Dia Mundial do Animal, lembre-se que ter um animal de estimação implicará sempre cuidados básicos que serão determinantes para lhes proporcionar qualidade vida, e aqui estamos a falar de muito mais que ter sempre comida e água à disposição. Deixamos aqui, aqueles que consideramos serem alguns dos cuidados fundamentais a ter com o seu animal de estimação.


1. Proteção


É o nosso dever proteger o nosso animal de estimação do sol, da chuva, do frio e calor, e impedir que andem sozinhos na rua, para evitar que fujam ou mesmo que sejam levados por alguém. Além disso evitamos que se envolvam em problemas com outros animais, atropelamentos ou outro tipo de acidentes. 

2. Castração


A castração é fundamental se não pretende que o seu animal venha a reproduzir-se. Ao castrar evitamos lidar com a situação de ter "filhotes" que não vamos poder criar, consequentemente evitamos abandonos, doenças uterinas, neoplasias, agressividade e marcação frequente de território. Lembre-se que castrar é um ato de amor, e sabemos que às vezes a questão financeira se impõe no sentido em que ao ser dispendioso, muita gente adia, ou muda de ideias, mas existem campanhas de castração que acontecem várias vezes ao longo do ano, muitas vezes até feitas por centros veterinários privados em que o valor a pagar fica substancialmente reduzido. Esteja atento, vai fazer toda a diferença!

3. Colocar microchip

Há 10 anos que colocar microchip no seu animal de estimação se tornou obrigatório em Portugal. A partir dos 3 meses de idade do animal já pode fazê-lo. Qualquer veterinário certificado facilmente tratará deste processo. Ao colocar microchip no seu animal, o dados deste e do dono passam a integrar uma rede europeia de base de dados, que permitirá mais facilmente apurar o paradeiro do seu animal em caso de este fugir ou se perder. Além disso o microchip dura toda a vida do animal, não tem qualquer manutenção e é impossível de se perder. Se ama o seu animal lembre-se que o microchip é fundamental.

4. Levar a passear


Animais também precisam de atenção e carinho. Por isso, é necessário passear regularmente com os cães e brincar com brinquedos. Desse modo, estimulamos tanto a parte física quanto a psicológica, ajudando a prevenir doenças causadas por stress e obesidade.

5. Alimentação


A alimentação de um animal  deve respeitar as suas caracteristicas físicas, faixa etária (filhote, adulto, idoso) e até alguns problemas de saúde que possa ter. Além da alimentação nunca nos podemos esquecer da água, esta devrá ser limpa e estar num lugar à sombra.

6. Vacinação


Os animais domésticos mais comuns, como é o caso de cães e gatos, têm um esquema de vacinas que vai ao encontro da sua espécie, e estas vacinas só devem ser administradas por um médico veterinário. Nunca podemos ignorar a importância das vacinas pois previnem doenças graves, que podem levar o animal à morte, ou que podem ser transimitidas a humanos. 

7. Desparasitação interna e externa


A desparasitação externa e interna é fundamental para um animal doméstico, pois um parasita pode transimitir doenças graves quer aos animais quer a humanos. Assim não devemos esquecer que quando um animal faz um desparasitante interno, talvez deva considerar que toda a familia (humana) também o deva fazer, por uma questão de prevenção.

8. Banho e escovagem


Lembre-se que o banho do seu animal de estimação depende do tipo de animal, da pelagem e ou até de possíveis problemas de pele. Por exemplo um gato, faz a sua própria higiene diária, pelo que banhos com intervalos vários meses serão o ideal. No caso dos cães, o ideal é dar banho a cada 15 dias, mas mais uma vez esta frequência irá depender do tipo de pelagem, do facto de ser um animal que faz com mais ou menos frequência à rua ou até se tem algum problema no pêlo. O banho do animal dá-nos a oportunidade de observá-lo melhor e perceber se está tudo bem com o nosso amigo. 

9. Higiene bucal


Cães e gatos também precisam de escovar os dentes, mas com produtos veterinários específicos. Doenças periodontais, além de causarem mau hálito, prejudicam a alimentação, causam dor e as bactérias da boca podem causar lesões noutros órgãos.

10. Visitas ao veterinário


Pelo menos uma vez por ano dev levar o seu animal de estimação a uma consulta com o veterinário. Muitas doenças podem ser evitadas com a prevenção. Esteja sempre atento a qualquer mudança de comportamento ou hábito do seu animal, pois isso pode sinalizar doenças.

Na Farmácia da Penha contamos com o auxílio de uma equipa de veterinários, que sempre que necessário esclarecem algumas dúvidas que possam ser pertinentes e ajudam a despistar situações menos urgentes. Contamos ainda com uma excelente variedade de produtos de veterinários que fazem toda a diferença na hora de escolher o melhor para o seu amigo de quatro patas.

Voltar