•  Aberto 24H, 365 dias

Mitos Alimentares por Drª Ana Rita Correia

O PÃO ENGORDA?

Depende. Existe uma diferença nutricional grotesca entre: pão integral, de centeio, mistura, ou pão de forma e pão branco, e ainda as variedades de pães doces: pão-de-leite, briochesentre outros. Tão importante quanto o tipo de pão, é o tamanho da porção ingerida, visto quantidades maiores resultarem em mais calorias ingeridas. Estudos epidemiológicos declaram que um consumo moderado de pão, nas suas versões integrais não está associado ao aumento de peso.

Por exemplo:

1 bola de centeio (70g) = 188 kcal

½ bola de centeio (35g) = 94 kcal

 

1 croissant (90g) = 304kcal

½ croissant (45g) = 152kcal

Recomendações:

O pão é mais equilibrado nutricionalmente do que os bolos, bolachas e maioria dos cereais de pequeno-almoço. Consuma com moderação, e numa fase inicial pese-o (consumir 50g não é o mesmo que consumir 100g). Prefira-o aos pequenos-almoços e lanches, e evite-o ao almoço e jantar. Dê preferência às variedades integrais e com menor teor de sal/sódio. Leia a lista de ingredientes, evitando as opções que contenham (farinhas refinadas, açúcares, óleos).

Serão as bagas de Goji o fruto com maior poder antioxidante?

As bagas de goji são um pequeno fruto obtido da planta Lycium Barbarum, natural da Ásia. Utilizado pela medicina tradicional chinesa como promessa de aumento de vitalidade e longevidade. Estudos reportam o seu efeito benéfico na diminuição do stress, fraqueza, melhoria na qualidade do sono, performance cognitiva e concentração. Devido à sua capacidade antioxidante também parecem ter um efeito positivo na aterosclerose e diabetes (sendo necessários mais estudos, para comprovar estes efeitos benéficos). Devido a relatos de interação destas bagas com anticoagulantes orais como a varfanina, é desaconselhado o consumo concomitante de forma a prevenir efeitos secundários.

Recomendações:

Se quiser consumir estas bagas faça-o com moderação, mas existem outros frutos com um poder antioxidante mais interessante.

Será o açúcar da fruta (frutose) um veneno?

Um consumo excessivo de frutose parece induzir o aumento dos triglicéridos e resistência à insulina, aumento dos níveis de ácido úrico e alterações negativas do perfil lipídico. Se a única fonte alimentar de frutose for na fruta, um consumo de 50g diários de frutose (por volta de 3 peças de fruta) não parece interferir com o controlo glicémico e perfil lipídico. Sendo a fruta a fonte mais inocente de frutose, não se deve evitar o seu consumo, pois também é rica em vitaminas, minerais, fibra e antioxidantes. Deve ter mais moderação sim com o consumo de frutos secos (ameixas secas, alperces secos, figos secos...) e frutas desidratadas (são concentrados de frutose preservando pouco ou nada da sua versão original).

 

Os ovos aumentam o colesterol sanguíneo?

Estudos têm mostrado que uma alta concentração sérica de colesterol (especificamente o colesterol LDL alto) é uma das principais causas de doença coronária, acidente vascular encefálico e mortalidade.

  • A presença de colesterol na alimentação não está relacionada diretamente com os níveis elevados do mau colesterol (LDL) no organismo. Esta subida deve-se sobretudo ao consumo de gordura saturada.
  • A gema de ovo contém lecitinas que metabolicamente impedem o aumento de produção de colesterol pelo nosso corpo.
  • Em pessoas saudáveis, o consumo de 1 ovo por dia não aumenta o risco de doença coronária ou AVC, sendo recomendado mais moderação nos diabéticos (são necessários mais estudos).
  • Caso seja possível, dê preferência a ovos caseiros ou de produção biológica.

 

Texto por DrªAna Rita Correia - Nutricionista

Voltar