Saiba como combater o seu pior inimigo: o STRESS

É cada vez maior a preocupação com as consequências de eventos causadores de stress para a nossa saúde.

O stress pode causar dores de cabeça, problemas de memória, mau humor, insónias, ansiedade, impaciência, irritabilidade, instabilidade emocional,fadigae tiques nervosos, além de diminuir consideravelmente a produtividade. Muitas situações de doença estão também relacionadas com estilos de vida, hábitos alimentares e stress.

A aposta deverá ser na prevenção e, neste sentido, queremos sugerir-lhe algumas estratégias assentes numa gestão eficaz das suas emoções, tensões e capacidades, nomeadamente:

  • Identificar as fontes de stress - Há que procurar perceber quais são os fatores ou atividades que lhe causam stress. Ao identificar a origem das suas emoções, preste atenção tanto às negativas como às positivas. Desta forma, terá mais controlo sobre a sua saúde emocional e poderá evitar situações de stress e risco.

  • Evitar maus hábitos -Saltar refeições, comer muito rápido ou deixar de ir à casa de banho por causa do trabalho não é saudável, e fazer disso um hábito irá sem dúvida prejudicar o seu bem-estar e disposição. Procure fazer intervalos entre tarefas e aproveite o seu horário de almoço para realizar atividades que o relaxem e desliguem a mente da atmosfera profissional. Deixe as tarefas mais stressantes, imediatas e urgentes para o início do dia e termine com os trabalhos mais leves.

  • Gerir o tempo disponível - Definina prioridades, divida as suas tarefas em imediatas, urgentes e normais. Organize um calendário com os prazos de entrega de cada uma, sem sobrecarregar datas específicas.

            

  • Fazer exercício físico - Aumenta a sua sensação de bem-estar físico e mental, para além de ser uma poderosa ferramenta antis-stress. A Organização Mundial da Saúde - OMS recomenda que os adultos pratiquem, pelo menos, 150 minutos por semana de atividade física moderada.

          

  • Manter uma alimentação equilibrada - Uma alimentação completa e variada é um dos pilares de uma vida saudável. Os alimentos ricos em antioxidantes, fibras, vitaminas e ómega-3 ajudam a combater o stress.

            

  • Dormir entre 7 a 9 horas por dia - O sono é fundamental para a nossa saúde, sendo que falta de descanso aumenta os níveis de stress e a ansiedade.

  • Procurar resolver um assunto de cada vez.

  • Evitar pensamentos catastróficos ou que tudo sempre vai correr mal.

           

  • Reservar um período durante o dia para fazer algo agradável que lhe traga prazere satisfação.

           

  • Procure conhecer bem os seus problemas - Perante situações stressantes conhecer bem o problema para adquirir controlo sobre o mesmo, pode ser uma grande ajuda, reduzindo assim o nível de exigência para consigo próprio.

  • Procurar respeitar os seus limites técnicos, físicos, psicológicos, de tempo e financeiros.

Mesmo com uma rotina cheia de responsabilidades, encontre tempo para si. Seja exigente com o seu bem-estar e aposte na sua evolução pessoal, relaxe!

 

Fontes:

KRISTENSEN, Christian Haag;SCHAEFER, Luiziana Souto; BUSNELLO, Fernanda de Bastani - Estratégias de coping e sintomas de stress na adolescência. Estudos de Psicologia.Campinas (janeiro - março 2010)

IGREJA, Cristina Maria Quirino - Gestão do stress e estratégias de Coping: Quando ostress deixa de ser um problema. ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa (Outubro 2012)

CARDOSO, Cátia Sofia de Almeida;CANIÇO, Hernâni Pombas;CARVALHO E SILVA, José Manuel Monteiro - Estudo dos niveis de stress e estratégias de coping nos alunos de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

https://www.dgs.pt

http://www.universia.pt/

Voltar